terça-feira, 11 de junho de 2013

Parabéns Adrienne Barbeau
















"Who knew at the time? It's the same as my horror films. It's wonderful at this point in my career to realize there are pieces of work that have sustained themselves all this time. I'll run into people who say, 'We watch Swamp Thing once a month!'", Adrienne Barbeau.

Nascida em 11 de Junho de 1945, na Califórnia, EUA, Adrienne Barbeau, uma das figuras femininas com presença mais forte no cinema de terror - e saliente-se que "presença forte" neste caso relaciona-se tanto com a dureza das suas personagens como com a frequência das suas aparições em películas do género - é a aniversariante de hoje. Uma espécie de Sigourney Weaver de série B, capaz de passar da sensualidade (e sexualidade, no caso de Barbeau) à brutalidade num piscar de olhos. Foi casada com John Carpenter, realizador com o qual manteve também uma curta, mas produtiva, relação profissional, em dois filmes marcantes para as carreiras de ambos (o casamento foi mais longo, durou cerca de cinco anos): Ela foi a inesquecível radialista Stevie Wayne em The Fog (1980), Maggie em Escape from New York (1981) e participou também em The Thing (1982), mas apenas para dar voz a um computador. Também em 1982 protagonizou a adaptação ao cinema da banda desenhada Swamp Thing (película que desencadeou polémica nos EUA devido a cenas de nudez e sexo), dirigida por Wes Craven, e um dos segmentos de Creepshow, de George A. Romero. Voltou a colaborar com o lendário Romero em Due Occhi Diabolici em 1990, realizado em parceria com outro ícone do terror, Dario Argento, e foi a voz de Catwoman na série de animação Batman, entre 1992 e 1995. Durante os anos 90 somam-se as participações em séries de TV, meio onde, aliás, já tinha sido popular durante os anos 70, no papel de Carol Traynor em Maude (1972-1978). Em 2000, no bizarro The Convent, é uma ex-aluna de um colégio de freiras, povoado por demónios, que volta ao sinistro local, armada de caçadeira, para dar luta aos seres das trevas. Mais recentemente, interpretou o papel de Ruthie na série Carnivàle (2003-2005), uma brilhante produção da HBO que, como tende a acontecer com os grandes projectos televisivos, foi cancelado prematuramente, no final da segunda temporada. Após Carnivàle retornou, com mais assiduidade, aos papéis na TV - fez parte do elenco da soap opera General Hospital durante duas temporadas - e emprestou os dotes vocais a diversas personagens de jogos de vídeo, entre eles Kingdoms of Amalur: Reckoning, God of War III e Halo 4. A actriz faz hoje 68 anos.


Miguel Ângelo Ribeiro